Instituto Camões e SPCI assinam Acordo de Parceria e Projeto para a Guiné-Bissau

O Camões, I.P. e a Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos (SPCI) assinaram hoje um Acordo de Parceria, através do qual será possível dar resposta às solicitações recorrentes das autoridades dos Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste para formação e capacitação dos respetivos profissionais de saúde, nomeadamente em medicina intensiva e sobretudo durante a atual pandemia COVID-19. Será ainda um importante contributo para a operacionalização do Plano de Ação na resposta sanitária à pandemia COVID-19, entre Portugal e os PALOP e Timor-Leste, no âmbito do qual a SPCI é parceira implementadora de Formação em Doente Crítico COVID-19.

Foi igualmente assinado um Documento de Projeto específico para a Guiné-Bissau, que permitirá operacionalizar o Memorando de Entendimento assinado entre o Camões, I.P. e a Mashav, a Agência Israelita Internacional para a Cooperação para o Desenvolvimento, para desenvolver ações conjuntas de cooperação para o desenvolvimento em países terceiros (cooperação triangular).

A SPCI vai desenvolver uma ação de formação teórica e prática, direcionada a cerca de 50 profissionais de saúde (médicos e enfermeiros) que se encontram na linha da frente do combate à COVID-19 na Guiné Bissau. A componente prática irá ter lugar de 1 a 11 de maio e incidirá em profissionais de dois Hospitais de referência do país.

Parceria Camões SPCI Guiné-Bissau
 
Parceria Camões SPCI Guiné-Bissau

SPCI Guidelines
Guidelines